quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Encontro que transforma! - Débora Gonçalves


TextoPois o filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido.
Lucas 19;10
Observação:a história de Zaquel me chama aténção pelo fato dele ter reconhecido ser um pecador e ter se arrependido.Por ter se encontrado com Jesus Zaquel decidiu se redimir dos seus erros porque a glória do Senhor e este encontro que ele teve com Ele O TRANSFORMOU naquele momento e a salvação alcançou a sua vida.O povo que viu Jesus entrar na casa de Zaquel se queixaram porque sabiam que ele era pecador,mas assim como diz o verso que coloquei acima î que está no verso 10,Jesus veio para isso:para salvar e buscar oque se havia perdido.
Prática:Este encontro que Zaquel teve com Jesus eu quero ter todos os dias,quero ser tocada pelo Senhor assim como ele foi a tal ponto de me redimir também de tudo aquilo que me faz errar comigo mesma e com as pessoas em minha volta.Uma vez o Senhor me resgatou quando eu estava totalmente perdida e Ele pela sua graça me salvou,agora eu quero continuar seguindo com Ele sempre pra que eu possa ser impactada e transformada pelo seu poder dia após dia,quero e vou chamar a atenção de jesus pra mim e me deixar levar pela sua grandeza e glória em minha vida,porque eu reconheço que em tudo sem ele em mim eu não sou absolutamente nada.
Oração:Senhor olha pra mim e vem ao meu encontro,eu abro a porta do meu coração pra ti,venha me limpar,purificar,renovar,santificar e me fazer respirar a tua glória em minha vida,te necessito porque alguém como tu não existe igual,sou tua Jesus e tu és meu,eu te amo.


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

O Discípulo/líder como Bom Pastor! Marinho Soares, Pr

T. “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” Jo 10:11

O. Jesus está encorajado em falar sobre como o pastor deve ser. Ele falava aos pastores de Israel (líderes religiosos - fariseus e saduceus). Jesus tinha tanta convicção de quem Ele era, que praticava tudo o que falava. Na verdade falava tudo o que praticava. 
Aqui Ele traz princípios poderosos para o discípulo que deseja pastorear as almas que ele lhe deu.
1. Entra pela porta do aprisco. Isto me fala de pastores que entram pela porta do coração das pessoas. Eles ouvem suas histórias primeiro, conquistam sua confiança e amizade, depois falam ao seu coração. Eles amam verdadeiramente as suas ovelhas.
2. Não sobem por outro lugar. Ou seja, não usam das suas ovelhas. Não as toma de assalto. Não querem somente sua lã, leite e carne. Eles querem cuidar e apascentar. O resultado será uma conseqüência. “O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir.
3. Ovelhas ouvem a sua voz. Tem intimidade. Já falou tanto na vida das ovelhas, que elas distinguem claramente a voz do líder. 
4. Vai adiante delas. É exemplo em tudo. Na palavra, oração, no caráter, na verdade, no amor, paciência e frutos do Espírito.
5. Elas o seguem. Não existe líder sem seguidores. Se líder não tem seguidores, é porque ainda não é pastor. Ele as alimenta. Leva a pastos verdejantes, refrigera a alma e dá segurança.
6. O verdadeiro líder/discipulador dá a sua vida pelas ovelhas. O que mais entristece o coração de Jesus nos líderes/pastores da época, é que eles queriam uma boa vida, mas não estavam dispostos a dar suas vidas pelas ovelhas. Já estou crucificado com Cristo e não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim. Queremos manter nossa vida a todo custo. Dizemos o tempo todo que queremos ser bons líderes, mas estamos consagrados a nós mesmos. Nosso tempo, recurso e dons, são para nós mesmos.

P. Esmurro meu corpo. Como Paulo, preciso a cada dia bater no meu corpo - submetê-lo a Deus e ao chamado. Me doar, quebrantar e servir aos que Deus tem me dado a pastorear. Me anular. É isto mesmo, preciso dar a minha vida pelas ovelhas. Vida - dons, força e recursos.

O. Senhor, graças lhe dou por falares ao meu coração e ensinar os princípios da tua santa missão. Me coloco como pastor, como bom pastor, para dar a minha vida pelas ovelhas. Me ajude a cumprir isto, em nome de Jesus. Amém.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Qual é Minha Riqueza? Marinho Soares, Pr

Tx. Pois quem é a nossa esperança, alegria ou coroa em que nos gloriamos perante o Senhor Jesus na sua vinda? Não são vocês? De fato, vocês são a nossa glória e a nossa alegria. I Ts 2:19-20
Portanto, meus irmãos, a quem amo e de quem tenho saudade, vocês que são a minha alegria e a minha coroa, permaneçam assim firmes no Senhor, ó amados! Fp 4:1

Obs. Riqueza é o que move o mundo. As pessoas vivem à procura delas. Por isso que as loterias e cassinos prosperam tanto, eles respondem ao desejo de riqueza fácil. Outros trabalham e se desgastam tanto para alcança-las. Outros ainda fazem da família sua riqueza. Outros do próprio corpo, outros, etc. etc. 
Paulo está descrevendo quem é sua riqueza. Ele trata como sua alegria, glória, coroa e esperança. Ele mesmo pergunta à sua riqueza: não são vocês? E responde, sim são vocês, meus amados irmãos, que foram gerados por mim. A riqueza de Paulo eram pessoas, especialmente pessoas que ele pode influenciar à fé cristã, liderando-as e dissimulando-as.

Prát. Depois deste entendimento fica mais fácil eu saber qual é minha riqueza (glória, coroa, alegria, esperança) como líder chamado e vocacionado pelo Senhor, são as pessoas que posso gerá-las e liderá-las no caminho da vida cristã. Paulo diz que gloria-se neles no dia da vinda de Jesus. Ou seja, eles eram o galardão que ele receberia do Senhor. Agora posso entender melhor o que Jesus disse, não ajunteis tesouros na terra, mas sim no céu. Tesouros são as pessoas, não são coisas. Meus tesouros são discípulos e igrejas gerados. Preciso ter cada vez mais clareza disto para não me distrair e ganhar as coisas desta vida e perder a coroa, glória da próxima vida - a eterna.

Or. Senhor graças lhe dou pela clareza que tem me dado sobre o que são as riquezas do Teu reino. O reino dos céus. São as vidas que são enviadas para lá, como eu fui enviado um dia. Obrigado pela benção e oportunidade de me relacionar e investir em pessoas. Amém.

SUPERIOR AOS FARISEUS. Marinho Soares, Pr

T. “Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus.” Mt. 5:20

O. Os versos 17 a 20 de Mateus 5 sempre me pareceram enigmáticos, pois Jesus veio trazer um novo mandamento (Jo ) e agora ele diz que Ele não veio abolir a Lei, mas cumpri-la. Ele fala sobre aqueles que desobedecerem a um desses mandamentos, será menor no reino dos céus, e todo o que praticar e ensinar será maior. Termina dizendo: a sua  justiça deve ser superior à dos fariseus e mestres da lei, com o risco de não entrar no Reino dos céus. Esses mesmos fariseus que Ele “bateu” de frente o tempo todo, agora são colocados como aqueles que devemos ser superiores a eles. Como entender isto?

P. Entendo que o novo mandamento é muito superior à Lei e os Profetas. Preciso expandir a leitura e aumentar o contexto para os próximos versículos: Ouvistes o que foi dito (v.21, 27, 31, 33, 38 e 43). Jesus vai muito mais longe do que imagino. ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’; ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo:Qualquer que olhar para uma mulher para desejá- la, já cometeu adultério com ela no seu coração; ‘Aquele que se divorciar de sua mulher deverá dar- lhe certidão de divórcio’. Mas eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, faz que ela se torne adúltera; ‘Olho por olho e dente por dente’. Mas eu lhes digo:Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça- lhe também a outra; etc. Meu Deus, as coisas vão bem mais longe do que eu penso. 

O. Senhor, seguir as Leis e os Profetas pareciam difíceis, mais viver debaixo da graça parece impossível. Preciso do Teu grande e poderoso favor imerecido para poder cumprir os Teus mandamentos. Ajuda-me, em nome de Jesus. Amém.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Trezentos e Dezoito - Marinho Soares, Pr

T: "Quando Abrão ouviu que seu parente fora levado prisioneiro, mandou convocar os trezentos e dezoito homens treinados, nascidos em sua casa, e saiu em perseguição aos inimigos até Dã." Gn.14;14

O: Abrão era um homem chamado por Deus para ser o pai de Israel. Ele havia sido convidado por Deus para sair do meio dos seus parentes e ir para uma terra que Deus daria totalmente a ele. Mas um dos seus parentes o acompanha, Ló, que era seu sobrinho. Não sabemos por que ele permitiu, mas teve sérias dificuldades com ele. Primeiro porque seu rebanho de animais, e os de Ló, cresceram muito e gerou um conflito sério (desavença) entre eles. Ló vai para o lado que escolhe e Abrão fica com a parte que sobra. Logo a cidade que Ló mora é assaltada por reis inimigos que o levam juntamente com sua família e bens, como prisioneiros. Abrão ao saber disto, junta seus trezentos e dezoitos homens treinados e vai em perseguição aos reis que haviam levado a Ló e o traz de volta com seus bens e familiares. 
Não só me surpreende a paciência de Abrão, mas também sua graça e destreza em levantar 318 homens com três grandes características: TREINADOS, NASCIDOS EM SUA CASA E VALENTES. 

P: Quando leio isto meu coração se enche de esperança. Como anseio por ter líderes (guerreiros) com estas características no ministério que Deus me confiou. Primeiro preciso descobrir uma forma mais excelente de treinar os que têm chegado. Preciso buscar maneiras de ter um treinamento atrativo, eficaz e duradouro. Segundo preciso de treinadores, não vou conseguir sozinho treinar estes 318. Terceiro, preciso investir recursos neles - infra-estrutura, pessoas de tempo integral e paixão. 
Nascido em casa me fala de pessoas geradas na própria igreja. Que luta para isto acontecer. Pois os que estão sendo gerados na igreja, uma boa parte vem dos que não foram gerados aqui. Isto tem criado uma descontinuidade no processo de treinamento e multiplicação. O que fazer? Separar alguns dos nascidos em casa para andar com diretamente com eles? Bem, ainda não sei…
Por último eram valentes, corajosos. Não se intimidaram ao chamado para a guerra, ainda que os inimigos fossem bem mais numerosos. Tinham poder, força e autoridade. Foram e venceram!

O: Senhor não sei se tenho a autorização de pedir trezentos e dezoito líderes. Não sei se posso estabelecer um número. Contudo, tomo a liberdade de expressar meu coração pedindo que me dê estas pessoas. Preciso avançar, e sem estes homens não consigo. Sozinho não quero ir. Preciso crescer em gerar líderes, em nome de Jesus. Amém.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O diabo está jurado de morte, e quer te matar primeiro! - David San Martín

h1. sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Texto: Romanos 16:19-20 -19 Todos sabem como vocês têm sido fiéis ao evangelho, e por isso eu me alegro por causa de vocês. Quero que sejam sábios a respeito do que é bom e não tenham nada a ver com o que é mau. 20 E Deus, a nossa fonte de paz, logo esmagará Satanás debaixo dos pés de vocês. Que a graça do nosso Senhor Jesus esteja com vocês!

Observação: No ultimo capítulo da carta de Paulo aos romanos, Paulo após fazer uma série de saudações aos irmãos de Roma, ele faz essa declaração nestes versículos. Após elogiar a fidelidade dos irmãos ele declara: quero que sejam sábios a respeito do que é bom e não tenham nada a ver com o que é mau. Na BV, está assim: Eu quero que vocês permaneçam sempre muito seguros a respeito do que é correto, e vivam livres de qualquer erro. Deus quer que vivamos separado do erro, sendo sábios em fazer aquilo que é correto, aquilo que é bom. A Palavra ainda diz: que Deus a nossa fonte de paz logo esmagará Satanás debaixo dos nossos pés. Obviamente, o diabo sabe disso, e ele deve ranger os dentes de ódio, em saber que o futuro dele está traçado, que ele será esmagado por nós a igreja de Cristo. Por isso ele a todo custo, tenta nos induzir ao erro nos levando ao pecado, para que saiamos do propósito de Deus, e assim dar liberdade para ele destruir com as nossas vidas.

Prática: O desejo de Deus é que eu viva em santidade, separado do mundo e dos desejos impuros da minha carne. Contudo, o desejo do diabo é completamente inverso ao de Deus, ele quer justamente que eu peque, que eu me afaste de Deus, ele quer destruir a minha vida, antes que eu juntamente com a igreja esmague a sua cabeça. Quero a sabedoria, a segurança naquilo que é correto, naquilo que é bom. Quero ser santo vivendo a cada dia uma vida separada do mundo, não me levando pelos enganos do diabo. Porque o que é dele está guardado e ele não está nada contente. Mas a graça do nosso Senhor Jesus está comigo.


Oração: Pai celestial, neste dia eu quero me submeter a Ti, sendo esta a unica forma de resistir o diabo. Opere a tua obra em minha vida a cada dia com a tua graça Deus, fazendo com que eu seja santo, vencendo cada cilada do inimigo, pois foi na cruz calvário que o Senhor Jesus conquistou toda essa vitória. Amém.

Título: "Enxergando o Invisível"- Pra. Mira Soares


Texto:  "Por isso, não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nos uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos , não naquilo se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno." ( 2 Coríntios 4:16-18 )

Observação: O apóstolo Paulo sabia o era sofrer por amor ao evangelho. Sofreu perseguições, prisões, açoites, culminando mais tarde com sua morte. É tremendo poder ouvir de um homem, cujo tema da sua vida foi "sofrimento", que não se dobrava ao desanimo, e embora o seu exterior estivesse sendo desgastado, o interior se renovava de dia após dia... Como podia falar que seu sofrimento era leve e momentâneo? Porque ele tinha os olhos fixos naquilo que os olhos naturais não vêem; ele via o que muitos não vêem, enxergava muito além desta vida terrena. Paulo mantinha seus olhos fitos em Jesus e na eternidade! Tinha convicção da vida eterna com Deus, dos galardões, das recompensas e da glória eterna, o que fazia toda a diferença em sua maneira de ver as coisas, reagir a elas, encarar a realidade, as lutas, adversidades, opositores, e o sofrimento. 

Prática: Como quero aprender de Paulo, que também aprendeu de Jesus, a viver e voar acima das circunstâncias... Quero ser como a águia, que executa seu vôo numa altura que nenhuma outra ave alcança. Quero encarar o sofrimento com a mesma disposição e entendimento do apóstolo, que foi grandemente usado por Deus, para nos escrever tantas cartas de ensino, fundamentais para nosso entendimento das coisas espirituais e para uma vida santa. Graças a ele também, temos a carta aos Romanos que é considerada a  "Constituição " da nossa fé. Não quero me abater diante das lutas e dificuldades e sofrimento, mas quero sim, me sentir feliz por saber que o peso da glória eterna, é muito maior do que tudo isso! 


Oração: Querido Pai celestial, como é bom lhe pertencer, e não estar nas mãos dos homens, do inimigo, ou do destino...Sei que estou em suas mãos; lhe pertenço, e fui chamada para uma grande obra. Não me deixe olhar para as coisas terrenas e passageiras, mas mantenha os meus olhos fixos no Senhor, no Seu reino e na eternidade, onde estou ajuntando tesouros, e onde desfrutarei da Sua santa e poderosa presença para sempre. Ajude também meus irmãos,  através do Espírito Santo, a enxergarem assim, e não permitirem que as coisas e as riquezas fúteis e passageiras deste mundo dominem o seus corações, e se descuidem do que apesar de não se ver, é lindo, verdadeiro e eterno...Amém!

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Chegou a Hora! - Marinho Soares, Pr

Depois de dizer isso, Jesus olhou para o céu e orou:
“Pai, chegou a hora. Glorifica o teu Filho, para que o teu Filho te glorifique.”

Tenho observado que para muitas coisas a hora têm chegado. Às vezes tomamos decisões antes da hora, outras ela passa e nem percebemos, continuamos a fazer aquilo que já passou. Chegou a hora, também fala de urgência, um divisor de águas, um momento de descontentamento. Um inconformismo. Jesus já sabia do final das coisas. Ele vinha preparando o caminho para isto. De alguma forma, se este fim não chegasse, poderia ser melhor para Ele. Mas, há um momento de decisão. De dizer: a obra está concluída. Está consumado. Fecha-se um ciclo para começar outro!

Preciso dizer chegou a hora para um bocado de coisas. Chegou a hora de parar com práticas que NÃO são importantes e necessárias para o ministério/serviço. Dizer basta para a descrença e incredulidade. Dizer pare para a agenda desnecessária e voltar para o seio da família (em casa e na igreja). Chegou a hora de conquistar a geração que vivo nela. Uma geração complicada e ambígua. Uma geração pervertida, imoral e corrompida. Chegou a hora de evangelizar e levantar a bandeira do amor e da salvação. Chegou a hora, não somente de pregar, mas de viver o verdadeiro evangelho! Chegou a hora de crescer, avançar e multiplicar! MULTIPLICAÇÃO - Esta é hora!

Senhoôôr que chegue a hora para várias coisas em minha vida. Chegue a hora de avançar em novas frentes de trabalho para estes próximos vinte anos. Estou agradecido pelos vinte anos que já passaram, mas com o coração aquecido para as surpresas e manifestações dos próximos vinte anos. Que venha logo o crescimento. Em nome de Jesus. Amém.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Andando de Ponta Cabeça. Marinho Soares, Pr

“Bem- aventurados
os pobres em espírito,
pois deles é o Reino dos céus" Mt.5:3-12

A grande maioria das pessoas vivem à procura da felicidade. O reino de Deus, expresso nestes versos de Mateus cinco, mostra que a felicidade do reino é de cabeça para baixo. O mundo diz, seja rico! O reino diz, seja pobre. O mundo diz, seja alegre! O reino diz, seja chorão. O mundo diz, seja o cara. O reino diz, seja humilde. O mundo diz, procure sua justiça! O reino diz, sejam insultados, perseguidos e caluniados.

Confesso que fico encurralado com as propostas do reino de Deus. Não consigo ver outra forma de viver, mas, percebo quantas vezes estou longe desta prática. Às vezes me pego no anseio de ter minha própria segurança (riqueza), de viver numa alegria de faz de conta, de me achar alguma coisa, de procurar a justiça, de não exercer misericórdia, de me lambuzar nas impurezas e ainda de vingar de todos os que falam mal de mim. Vejo como meu coração é perverso e preciso recorrer todos os dias ao depósito da graça de Deus para viver o milagre de uma vida que agrada a Deus. Somente pela justificação em jesus, consigo me virar de “cabeça para baixo”.

Senhor, andar de cabeça para baixo, além de ser um exercício de malabarismo, que exige muita força e equilíbrio, é uma das formas mais esdrúxulas de andar. Por isso peço a ti, tenha misericórdia e compaixão de mim, para não me envergonhar de andar desta forma, em nome de Jesus. Amém.

domingo, 31 de agosto de 2014

Multiplicando Trabalhadores - Marinho Soares, Pr

Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor. Então disse aos seus discípulos:“A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a sua colheita. Mt.9:36-38

A colheita é de Jesus, não é nossa. Os trabalhadores são poucos e Jesus nos ordena a pedir ao Senhor que envie trabalhadores para a Sua colheita. Tenho meditado estes dias neste texto. Porque não temos mais trabalhadores fazendo a colheita do Senhor? Porque não temos o coração de Jesus!
Este coração é expresso no mesmo texto: teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor. É um coração que se compadece (ser movido pelas entranhas; daí, ser movido pela compaixão) com as ovelhas aflitas (estar enfraquecido até a exaustão, tornar- se fraco, estar cansado, desanimado, desesperado) e desamparadas (exaustas, derrubadas, lançadas ao chão, prostradas).
Quantos de nós conseguimos ver isto todos os dias? Nossa coração já não se sensibiliza mais. Estamos conformados com este mundo.

Marinho, não se conforme com este mundo, mas transforme pela renovação da sua mente. Olhe com o olhar de Jesus. Multiplique graça e misericórdia. Multiplique compaixão pelas ovelhas - irmãos ainda perdidos neste mundo - as que estão desgarradas, aflitas e desamparadas. Marinho chore e pranteie por você mesmo e por novos trabalhadores.

Meu Deus ajude a formar em mim o Teu coração. Não sou capaz de nada por mim mesmo. Sou francamente falido. Nada em mim presta ou tem valor. Me ajude, por Tua graça e misericórdia, a ser um meio de multiplicação do Teu amor. Que de alguma forma sobrenatural e sobre humana, alguns venham a se multiplicar ao verem Cristo em mim. Reina e viva em mim. Oro para que outros venham com o mesmo coração do Senhor muito mais do que o que tenho. Em nome de Jesus. amém.

sábado, 30 de agosto de 2014

O amor, o único mandamento - David San Martin


Texto: Romanos 13:9-10 - Os seguintes mandamentos: “Não cometa adultério, não mate, não roube, não cobice” —esses e ainda outros mais são resumidos num mandamento só: “Ame os outros como você ama a você mesmo. ” -10 Quem ama os outros não faz mal a eles. Portanto, amar é obedecer a toda a lei.

Observação: Nos dias que vivemos, a iniquidade se multiplicou de tal forma que o amor de uma forma geral tem se esfriado. A ênfase está no edonismo, no egoísmo, no autoprazer a qualquer custos, na autopromoção a qualquer custos. E assim, a lealdade tem perdido o espaço, a infidelidade e o pecado ganham território de uma forma espantosa. Diante disso, nós os filhos da luz somos chamados a fazer a diferença. Mostrar o caráter de Deus ao mundo, não através de um conjunto de regras, mas sim pelo atributo mais sublime que Deus compartilhou a nós: o amor.

Prática: Preciso cumprir o grande mandamento. Amar a Deus e ao próximo como a mim mesmo. Fazendo isso a lei de Cristo é cumprida em minha vida. Se eu amar a Deus, serei cheio dele, não andarei em desobediencia, nem em pecados. Se eu amar meus irmãos e os meus inimigos, não terei como feri-los, não terei como pecar contra eles. Tudo se resume em um atributo divino chamado amor.

Oração: Senhor, quero ser diferente do mundo. Quero te obedecer e fazer a diferença diante desta geração corrompida e depravada. Implante em mim o amor, o teu amor. Em nome de Jesus, amem.

Faces da humidade! - David San Martin

Texto: Romanos 12:16 - Tenham por todos o mesmo cuidado. Não sejam orgulhosos, mas aceitem serviços humildes. Que nenhum de vocês fique pensando que é sábio!

Observação: O carácter de Cristo em nós nos municia de humildade. Neste verso vemos algumas características da humildade: não fazer acepção de pessoas, não ser orgulhoso, aceitar serviços humildes e não se sentir sábio.

Prática: Muitas vezes ao passar pelo crivo da humildade tenho sido achado em falta. Nas minimas coisas tenho pecado na falta de humildade. O orgulho, a acepção de pessoas muitas vezes justifico com desculpas carnais fantasiadas de espirituais. E quantas vezes deixo de fazer tarefas humildes. Que a Palavra viva deste dia gere substância em mim, me levando a prática desse atributo mais sublime do Senhor Jesus, a humildade.

Oração: Pai celestial, dá a mim um coração humilde. Que se importa em te agradar e a te obedecer acima de tudo. Que o meu ego seja crucificado a cada dia, dando lugar para o teu reino em mim, lugar a humildade. Amem.

Estar na graça, é depender de Deus - David San Martin


Texto: Romanos 11:22 - Vejam como Deus é bom e também é duro. Ele é duro para os que caíram e bom para vocês, se continuarem sempre confiando na bondade dele. Se não, vocês também serão cortados.

Observação: Diante de um texto que Paulo falou sobre a graça de Deus. Ao citar os judeus que foram rejeitados por não terem aceitado o Senhor, ele adverte os gentios(nós), a não nos gloriarmos em ter a graça de Deus a nosso favor. Mas o que me chama a atenção é a condição que Paulo coloca: Ele é duro para os que caíram e bom para vocês, se continuarem sempre confiando na bondade dele. Ou seja, Deus é bom para mim desde que eu continue sempre confiando na bondade dele.

Prática: O contrário de confiar na bondade Deus é confiar na força do braço. É viver pela lei. Confiar na bondade de Deus é depender dele para tudo, é contar com a Sua graça para tudo. Que Deus me ajude a permanecer sempre confiando na sua bondade dependendo dele para tudo.

Oração: Pai, preciso da tua bondade, preciso da tua graça. Me ajude a permanecer sempre na tua bondade, e não na força da minha vontade, na força da lei. Hoje e sempre. Amem.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Como Conciliar Graça e Poder? Marinho Soares, Pr

Texto: Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. At 6:8

Obs. Graça e poder parecem ser duas coisas incompatíveis. Graça (charis) fala de alegria, deleite, agradabilidade, amabilidade e boa vontade. Poder fala de dunamis, dinamite, explosão, força, autoridade, e força de guerra. 
Estevão congregava nele estas duas expressões de alguém cheio do Espírito Santo - graça e poder. Karis é a raiz de carismas, dons do Espírito. Poder, fala do enchimento de autoridade que o Espírito traz àqueles que são cheios Dele. Somente combinarão graça e poder, quem estiver cheio do Espírito, pois, graça humana torna-se em humor vazio ou palhaçada. Poder humano torna-se em manipulação e controle. Agora, graça e poder do Espírito tornam-se a combinação mais explosiva que um homem/mulher de Deus pode ter. Uma santa humildade, submissão e consagração; conjugada com uma explosiva autoridade, firmeza, convicção e ação poderosa de maravilhas e sinais. 

Prática: Procuro conciliar estes dois valores em minha vida. Li que os grandes líderes no mundo secular são os que têm uma “humildade constrangedora, com uma firmeza, força de vontade férrea”. Veja se isto não é bem parecido ao que Estevão tinha? Quero ser assim: humildade (graça) constrangedora, com uma força de vontade férrea (produzida pela dinamite do Espírito Santo). Que coisa linda meu Deus! Quero isto. Aleluia! 

Oração: Senhor graças lhe dou por me dar sempre as condições de viver debaixo da graça e manifestando o poder do Espírito. Amém.

sábado, 23 de agosto de 2014

O chamado a pregação! - David San Martín

O chamado a pregação!

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Texto: Ezequiel 2:7 - Diga-lhes tudo o que eu mandar, quer eles lhe dêem atenção ou não. Lembre que eles são teimosos.
Romanos 10:13-15 - 13 Como dizem as Escrituras Sagradas: “Todos os que pedirem a ajuda do Senhor serão salvos. ” - 14 Mas como é que as pessoas irão pedir, se não crerem nele? E como poderão crer, se não ouvirem a mensagem? E como poderão ouvir, se a mensagem não for anunciada? -15 E como é que a mensagem será anunciada, se não forem enviados mensageiros? As Escrituras Sagradas dizem: “Como é bonito ver os mensageiros trazendo boas notícias! ”

Observação: Nos dois textos da minha leitura de hoje, o aspecto que me chama a atenção é a minha pregação, a importância dela e do meu testemunho. No texto de Ezequiel vejo a pregação como uma ordem de Deus, independente da preferência humana, Deus quer que pregamos, por mais que muitas vezes não tenhamos a atenção daqueles os quais lhe anunciamos o evangelho. No texto de Romanos a pregação é tida como a chave de ignição que ativa fé do indivíduo para que essa possa receber a salvação de Deus, Paulo ainda cita o texto que promove a exaltação desse ato, como é bonito, como é formoso ver os mensageiros anunciar o evangelho.

Prática: Neste dia sinto um profundo encargo, me encorajando a pregar, a anunciar as boas novas de Cristo. Que meu coração não esteja na atenção de homens, mas sim no simples anseio em atender o chamado de Deus obedecendo a sua ordem.

Oração: Espírito Santo, eis-me aqui, faça de mim um instrumento de proclamação das boas noticias do Senhor Jesus. Amem.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

DESCONTENTAMENTO SANTO! Marinho Soares, Pr

Texto: Neemias 1:3;6
Quando ouvi isso, eu me sentei e chorei. Durante alguns dias, eu fiquei chorando e não comi nada. E fiz a Deus esta oração…Olha para mim, ó Deus, e ouve as orações que faço dia e noite em favor dos teus servos, o povo de Israel…

Obs. Lendo Neemias e anotando tantas coisas poderosas deste copeiro/líder, estou maravilhado. Ele, um anônimo, sente um “descontentamento santo” quando ouve falar do estado caótico e ruinoso de sua querida Jerusalém. Chora, lamenta e toma uma decisão: mudar a situação. Não eram muitas as opções. Os inimigos eram duros e resistentes. Ninguém se interessava. A estima estava baixíssima. Mas ele não pega mais um filminho para assistir ou faz um passeio para esquecer a insatisfação. NÃO! Ele coloca combustível no descontentamento. Ele ora, pensa, reflete, jejua e chora. Ele se move em direção aos recurso que tem: falar com o rei. Pessoas que ousavam isto, normalmente estavam decretando a sentença de morte. Mas ele não temeu. Foi para cima a fim de alcançar o propósito de Deus para sua vida e povo. Ele não pensou somente em si mesmo. Pensou no seu povo, na sua história e família. Pensou no Israel de Deus.

Prática: Conjugar descanso e trabalho é uma tarefa extremamente árdua. Me divido entre as duas. Descanso para trabalhar, não trabalho para descansar. Mas há momentos em que sou pego por uma insatisfação, um descontentamento. É muito fácil deixa-lo de lado achando ser somente uma questão da minha mente ou do meu temperamento inquieto. Mas, na maioria das vezes é um profundo “TOQUE DO ESPÍRITO”. É uma oportunidade de revolucionar as circunstancias.
Graças a Deus tenho procurado responder a alguns destes descontentamentos. Mas ainda percebo que me perco algumas vezes pela falta de foco. Estou aqui escrevendo e pensando: Senhor quantos desafios nesta semana na igreja, MAPI e Concílio!? Por onde começar? Qual a prioridade?
Igreja: pessoas precisam ser salvas do inferno. Nossos irmãos estão morrendo sem qualquer esperança, desembocando na eternidade sem Jesus. Isto me angustia! Irmãos já salvos não desenvolvem sua salvação e se perdem por ausência de santidade. Senhor, como ajudá-los a tornarem-se mais santos? Poucos desejam a obra do Senhor. Pouquíssimos se entregam integralmente ao ministério.
Mapi: Pastores e líderes sem vigor. Morrendo sufocados pela tirania do urgente. Desanimados, sobrecarregados e tristes. Meu Deus, quanta luta e batalha!

Oração: Senhor estou descontente. Estou insatisfeito com muitas coisas dentro de mim mesmo e da obra que desenvolvo. Não estou insatisfeito com a política do dia, não tenho compromisso com ela. Meu compromisso é com a eternidade. Por isso oro e clamo por misericórdia e graça sobre minha vida. Preciso equilibrar descontentamento e graça. Trabalho e descanso. Ser e fazer. Vem sobre mim, em nome de Jesus. Amém!

A dor da urgência que em mim falta - David San Martín

A dor da urgência que em mim falta

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Texto:  Romanos 9:2,3 - Sinto uma grande tristeza e uma dor sem fim no coração por causa do meu povo, que é minha raça e meu sangue. Para o bem desse povo, eu mesmo poderia desejar receber a maldição de Deus e ficar separado de Cristo.

Observação: Paulo neste texto fala sobre os seus irmãos judeus, compatriotas, irmãos por raça, do mesmo país. Paulo tinha plena consciência de que a salvação era apenas pela fé no Senhor Jesus. E com base nisso, Paulo fala de um desespero dele, de um descontentamento, de algo que consumia o seu coração, uma grande tristeza e uma dor sem fim no coração por causa do meu povo, que era sua raça e seu sangue, e que ainda não haviam sidos salvos. O encargo de Paulo era tão grande pela salvação das pessoa do seu país, que se para isso acontecer ele tivesse de receber a maldição de Deus e o afastamento de Cristo, ele faria essa troca. Ele preferia não ser salvo, mas ver os seus irmãos, o seu país salvo.

Prática: Que impacto tremendo essa palavra me traz hoje. Não tenho sentido a dor que Paulo sentia ao ver os perdidos, ao ver seu povo se perdendo. Quantas vezes procuro de alguma forma justificar o fato dessa urgência não estar em meu coração, culpando a dureza de coração das pessoas. Me confronta o fato de Paulo preferir não ser salvo para ver o seu povo salvo. Meu Deus tem misericórdia de mim, alinha meu coração ao Teu, que eu possa me entristecer, me desesperar por ver os perdidos perecendo sem salvação.

Oração: Pai celeste, não tenho duvidas em relação a tua vontade em minha vida. Senhor confesso que falta encargo, falta amor, falta urgência em meu coração em relação aos perdidos que tem ido para o inferno. Deus gera essa dor, esse desespero, esse clamor semelhante e até mais intenso de Paulo. Quero ganhar essa geração, quero fazer tua.vontade, mude completamente o meu coração. Amém.

Duas riquezas da vida no Espírito - David San Martín

Duas riquezas da vida no Espírito

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Texto: Romanos 8:31,32 - Diante de tudo isso, o que mais podemos dizer? Se Deus está do nosso lado, quem poderá nos vencer? Ninguém! Porque ele nem mesmo deixou de entregar o próprio Filho, mas o ofereceu por todos nós! Se ele nos deu o seu Filho, será que não nos dará também todas as coisas?

Observação: Duas coisas da vida no Espírito, que podem mudar completamente as nossas vidas se compreendermos e por em prática em nossas vidas. Se Deus está do nosso lado somos ivenciveis, e outra, é que este Deus que nos deu o seu maior bem(Jesus), pode nos dar juntamente com ele todas as coisas.

Prática: Na minha vida no geral essas duas coisas as vezes me falta. Me falta coragem para transpor desafios, coragem para obedecer a um chamado de Deus, medo de repressões, medo de rejeição, medo de correr riscos, medo das necessidade, medo das tentações, enfim, tantos inimigos internos e externos. Porém Jesus me diz hoje: eu estou do teu lado, sabe quem pode te vencer? Ninguém! Pois eu sou contigo. A outra coisa, é o quanto sou acanhado ao pedir algo para Deus, minha mentalidade as vezes é de querer pagar o preço(usando meus próprios meios), mas o Pai me diz: Eu te dei meu bem maior, Jesus, parte de mim, você acha que eu irei te negar algo? Pode pedir, pois eu irei te dar.

Oração: Eterno Pai, como é bom saber que sou invencivel diante dos meus inimigos, pois o Senhor está do meu lado. Me ensina a caminhar na dependencia do Senhor, sabendo que o Senhor pode me dar aquilo que pedir.Amem.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Comunhão com o Espirito Santo, a nova maneira de Deus - David San Martin

Comunhão com o Espirito Santo, a nova maneira de Deus.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Texto: Romanos 7:5,6 - 5 Pois, quando vivíamos de acordo com a nossa natureza humana, os maus desejos despertados pela lei agiam em todo o nosso ser e nos levavam para a morte. 6 Porém agora estamos livres da lei porque já morremos para aquilo que nos mantinha prisioneiros. Por isso somos livres para servir a Deus não da maneira antiga, obedecendo à lei escrita, mas da maneira nova, obedecendo ao Espírito de Deus

Observação: Eramos aprisionados pela lei, que despertava em nós o desejo de pecar. Hoje somos livres para servir a Deus não da maneira antiga, obedecendo à lei escrita, mas da maneira nova, obedecendo ao Espírito de Deus.

Prática: A minha vida hoje não é mais governada pela lei. A lei instigava em mim o desejo de pecar. Hoje eu obedeço ao Senhor, obedecendo o Espirito Santo, obedecendo a revelação do Espírito através da Palavra. Minha comunhão com o Espirito Santo precisar estar tão proxima, tão alinhada, para através deste relacionamento íntimo, eu possa realizar a vontade de Deus. Realizando a vontade dele não obedecendo a um conjunto de regras, mas deixando que o Espírito Santo tenha liberdade de viver em mim. Na vida devocional encontro essa comunhão com Espirito de Deus, que me habilita a obedece-lo, e a fazer sua vontade.

Oração: Doce Espirito, através de Ti tenho a minha comunhão com Deus, e assim posso fazer a vontade de Deus e realizar a sua obra. Intensifica a minha busca, intensifica o meu desejo por mais de Ti. Amem.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

O "FINAL FELIZ ", Depende do Seu "COMEÇO"! - Pra. Mira Soares


Texto: Eclesiastes 7:8 - " O fim das coisas é melhor que o seu início, e o paciente é melhor que o orgulhoso."

Observação : O grande rei e sábio Salomão, sabia exatamente o que estava dizendo neste versículo, pois com certeza começou coisas como ninguém; já que seu reino foi forte, poderoso e riquíssimo, tendo atraído reis do mundo todo para conhecê-lo. Todos gostamos de iniciar coisas, porém, nem todas as coisas deveriam ser iniciadas, e muitas delas deveriam sofrer reajustes, mudanças ao longo da caminhada, e algumas haver mesmo um retorno para se começar outra vez...o que nem sempre acontece. Daí haverem muitos "começos felizes" e "finais infelizes".

Prática: Ao meditar neste texto, comecei a pensar nas coisas que comecei em minha vida. Percebi que realmente o fim de algumas delas foi tão dolorido e desastroso. Algumas foram iniciadas por imaturidade, outras por não esperar a resposta clara do Senhor, e outras por querer ser independente e não obedecer a Deus. Porém, no final foram tão tristes e com consequências difíceis. E na sequência da meditação, o Espírito Santo me lembrou de tantas outras coisas que iniciei na minha vida, e principalmente na obra, que no começo não parecia que seriam grandes coisas, ou tão importantes, mas que na medida que eu buscava o Senhor, tinha convicção de Sua vontade, e direção e motivação para seguir, resultaram em tanta alegria e benção!!  Consigo entender que o fim das coisas sempre serão melhores que o início, porque terei experimentado o mover de Deus, conhecido mais e mais o Seu caráter, crescido e sido fortalecida na minha fé. E para que isso aconteça, preciso iniciar todas as coisas debaixo da direção do Senhor, executá- las em obediência, não me esquecendo de ser paciente na espera dos resultados, deixando o meu orgulho de lado, como diz a segunda parte do versículo. 


Oração: Querido Pai celestial, como é maravilhosa e profunda a Tua Palavra, e quanto sofremos ou deixamos de usufruir bênçãos, quando negligenciamos o seu ensino. Obrigada por me revelar a riqueza de Lhe conhecer e poder ouvir a Tua voz através da Tua Palavra. Como é bom perceber que na medida que minha intimidade contigo tem crescido, cada vez mais o fim das coisas tem sido poderoso!!  Quero cada dia poder experimentar mais da Tua presença e poder realizar todas as coisas debaixo da Tua graça e direção. Dá-me paciência para esperar o resultado no tempo certo, e não me deixar levar pelo orgulho de me achar capaz e auto-suficiente. Oro em nome do meu Senhor Jesus, amém!!