quinta-feira, 21 de agosto de 2014

DESCONTENTAMENTO SANTO! Marinho Soares, Pr

Texto: Neemias 1:3;6
Quando ouvi isso, eu me sentei e chorei. Durante alguns dias, eu fiquei chorando e não comi nada. E fiz a Deus esta oração…Olha para mim, ó Deus, e ouve as orações que faço dia e noite em favor dos teus servos, o povo de Israel…

Obs. Lendo Neemias e anotando tantas coisas poderosas deste copeiro/líder, estou maravilhado. Ele, um anônimo, sente um “descontentamento santo” quando ouve falar do estado caótico e ruinoso de sua querida Jerusalém. Chora, lamenta e toma uma decisão: mudar a situação. Não eram muitas as opções. Os inimigos eram duros e resistentes. Ninguém se interessava. A estima estava baixíssima. Mas ele não pega mais um filminho para assistir ou faz um passeio para esquecer a insatisfação. NÃO! Ele coloca combustível no descontentamento. Ele ora, pensa, reflete, jejua e chora. Ele se move em direção aos recurso que tem: falar com o rei. Pessoas que ousavam isto, normalmente estavam decretando a sentença de morte. Mas ele não temeu. Foi para cima a fim de alcançar o propósito de Deus para sua vida e povo. Ele não pensou somente em si mesmo. Pensou no seu povo, na sua história e família. Pensou no Israel de Deus.

Prática: Conjugar descanso e trabalho é uma tarefa extremamente árdua. Me divido entre as duas. Descanso para trabalhar, não trabalho para descansar. Mas há momentos em que sou pego por uma insatisfação, um descontentamento. É muito fácil deixa-lo de lado achando ser somente uma questão da minha mente ou do meu temperamento inquieto. Mas, na maioria das vezes é um profundo “TOQUE DO ESPÍRITO”. É uma oportunidade de revolucionar as circunstancias.
Graças a Deus tenho procurado responder a alguns destes descontentamentos. Mas ainda percebo que me perco algumas vezes pela falta de foco. Estou aqui escrevendo e pensando: Senhor quantos desafios nesta semana na igreja, MAPI e Concílio!? Por onde começar? Qual a prioridade?
Igreja: pessoas precisam ser salvas do inferno. Nossos irmãos estão morrendo sem qualquer esperança, desembocando na eternidade sem Jesus. Isto me angustia! Irmãos já salvos não desenvolvem sua salvação e se perdem por ausência de santidade. Senhor, como ajudá-los a tornarem-se mais santos? Poucos desejam a obra do Senhor. Pouquíssimos se entregam integralmente ao ministério.
Mapi: Pastores e líderes sem vigor. Morrendo sufocados pela tirania do urgente. Desanimados, sobrecarregados e tristes. Meu Deus, quanta luta e batalha!

Oração: Senhor estou descontente. Estou insatisfeito com muitas coisas dentro de mim mesmo e da obra que desenvolvo. Não estou insatisfeito com a política do dia, não tenho compromisso com ela. Meu compromisso é com a eternidade. Por isso oro e clamo por misericórdia e graça sobre minha vida. Preciso equilibrar descontentamento e graça. Trabalho e descanso. Ser e fazer. Vem sobre mim, em nome de Jesus. Amém!

A dor da urgência que em mim falta - David San Martín

A dor da urgência que em mim falta

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Texto:  Romanos 9:2,3 - Sinto uma grande tristeza e uma dor sem fim no coração por causa do meu povo, que é minha raça e meu sangue. Para o bem desse povo, eu mesmo poderia desejar receber a maldição de Deus e ficar separado de Cristo.

Observação: Paulo neste texto fala sobre os seus irmãos judeus, compatriotas, irmãos por raça, do mesmo país. Paulo tinha plena consciência de que a salvação era apenas pela fé no Senhor Jesus. E com base nisso, Paulo fala de um desespero dele, de um descontentamento, de algo que consumia o seu coração, uma grande tristeza e uma dor sem fim no coração por causa do meu povo, que era sua raça e seu sangue, e que ainda não haviam sidos salvos. O encargo de Paulo era tão grande pela salvação das pessoa do seu país, que se para isso acontecer ele tivesse de receber a maldição de Deus e o afastamento de Cristo, ele faria essa troca. Ele preferia não ser salvo, mas ver os seus irmãos, o seu país salvo.

Prática: Que impacto tremendo essa palavra me traz hoje. Não tenho sentido a dor que Paulo sentia ao ver os perdidos, ao ver seu povo se perdendo. Quantas vezes procuro de alguma forma justificar o fato dessa urgência não estar em meu coração, culpando a dureza de coração das pessoas. Me confronta o fato de Paulo preferir não ser salvo para ver o seu povo salvo. Meu Deus tem misericórdia de mim, alinha meu coração ao Teu, que eu possa me entristecer, me desesperar por ver os perdidos perecendo sem salvação.

Oração: Pai celeste, não tenho duvidas em relação a tua vontade em minha vida. Senhor confesso que falta encargo, falta amor, falta urgência em meu coração em relação aos perdidos que tem ido para o inferno. Deus gera essa dor, esse desespero, esse clamor semelhante e até mais intenso de Paulo. Quero ganhar essa geração, quero fazer tua.vontade, mude completamente o meu coração. Amém.

Duas riquezas da vida no Espírito - David San Martín

Duas riquezas da vida no Espírito

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Texto: Romanos 8:31,32 - Diante de tudo isso, o que mais podemos dizer? Se Deus está do nosso lado, quem poderá nos vencer? Ninguém! Porque ele nem mesmo deixou de entregar o próprio Filho, mas o ofereceu por todos nós! Se ele nos deu o seu Filho, será que não nos dará também todas as coisas?

Observação: Duas coisas da vida no Espírito, que podem mudar completamente as nossas vidas se compreendermos e por em prática em nossas vidas. Se Deus está do nosso lado somos ivenciveis, e outra, é que este Deus que nos deu o seu maior bem(Jesus), pode nos dar juntamente com ele todas as coisas.

Prática: Na minha vida no geral essas duas coisas as vezes me falta. Me falta coragem para transpor desafios, coragem para obedecer a um chamado de Deus, medo de repressões, medo de rejeição, medo de correr riscos, medo das necessidade, medo das tentações, enfim, tantos inimigos internos e externos. Porém Jesus me diz hoje: eu estou do teu lado, sabe quem pode te vencer? Ninguém! Pois eu sou contigo. A outra coisa, é o quanto sou acanhado ao pedir algo para Deus, minha mentalidade as vezes é de querer pagar o preço(usando meus próprios meios), mas o Pai me diz: Eu te dei meu bem maior, Jesus, parte de mim, você acha que eu irei te negar algo? Pode pedir, pois eu irei te dar.

Oração: Eterno Pai, como é bom saber que sou invencivel diante dos meus inimigos, pois o Senhor está do meu lado. Me ensina a caminhar na dependencia do Senhor, sabendo que o Senhor pode me dar aquilo que pedir.Amem.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Comunhão com o Espirito Santo, a nova maneira de Deus - David San Martin

Comunhão com o Espirito Santo, a nova maneira de Deus.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Texto: Romanos 7:5,6 - 5 Pois, quando vivíamos de acordo com a nossa natureza humana, os maus desejos despertados pela lei agiam em todo o nosso ser e nos levavam para a morte. 6 Porém agora estamos livres da lei porque já morremos para aquilo que nos mantinha prisioneiros. Por isso somos livres para servir a Deus não da maneira antiga, obedecendo à lei escrita, mas da maneira nova, obedecendo ao Espírito de Deus

Observação: Eramos aprisionados pela lei, que despertava em nós o desejo de pecar. Hoje somos livres para servir a Deus não da maneira antiga, obedecendo à lei escrita, mas da maneira nova, obedecendo ao Espírito de Deus.

Prática: A minha vida hoje não é mais governada pela lei. A lei instigava em mim o desejo de pecar. Hoje eu obedeço ao Senhor, obedecendo o Espirito Santo, obedecendo a revelação do Espírito através da Palavra. Minha comunhão com o Espirito Santo precisar estar tão proxima, tão alinhada, para através deste relacionamento íntimo, eu possa realizar a vontade de Deus. Realizando a vontade dele não obedecendo a um conjunto de regras, mas deixando que o Espírito Santo tenha liberdade de viver em mim. Na vida devocional encontro essa comunhão com Espirito de Deus, que me habilita a obedece-lo, e a fazer sua vontade.

Oração: Doce Espirito, através de Ti tenho a minha comunhão com Deus, e assim posso fazer a vontade de Deus e realizar a sua obra. Intensifica a minha busca, intensifica o meu desejo por mais de Ti. Amem.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

O "FINAL FELIZ ", Depende do Seu "COMEÇO"! - Pra. Mira Soares


Texto: Eclesiastes 7:8 - " O fim das coisas é melhor que o seu início, e o paciente é melhor que o orgulhoso."

Observação : O grande rei e sábio Salomão, sabia exatamente o que estava dizendo neste versículo, pois com certeza começou coisas como ninguém; já que seu reino foi forte, poderoso e riquíssimo, tendo atraído reis do mundo todo para conhecê-lo. Todos gostamos de iniciar coisas, porém, nem todas as coisas deveriam ser iniciadas, e muitas delas deveriam sofrer reajustes, mudanças ao longo da caminhada, e algumas haver mesmo um retorno para se começar outra vez...o que nem sempre acontece. Daí haverem muitos "começos felizes" e "finais infelizes".

Prática: Ao meditar neste texto, comecei a pensar nas coisas que comecei em minha vida. Percebi que realmente o fim de algumas delas foi tão dolorido e desastroso. Algumas foram iniciadas por imaturidade, outras por não esperar a resposta clara do Senhor, e outras por querer ser independente e não obedecer a Deus. Porém, no final foram tão tristes e com consequências difíceis. E na sequência da meditação, o Espírito Santo me lembrou de tantas outras coisas que iniciei na minha vida, e principalmente na obra, que no começo não parecia que seriam grandes coisas, ou tão importantes, mas que na medida que eu buscava o Senhor, tinha convicção de Sua vontade, e direção e motivação para seguir, resultaram em tanta alegria e benção!!  Consigo entender que o fim das coisas sempre serão melhores que o início, porque terei experimentado o mover de Deus, conhecido mais e mais o Seu caráter, crescido e sido fortalecida na minha fé. E para que isso aconteça, preciso iniciar todas as coisas debaixo da direção do Senhor, executá- las em obediência, não me esquecendo de ser paciente na espera dos resultados, deixando o meu orgulho de lado, como diz a segunda parte do versículo. 


Oração: Querido Pai celestial, como é maravilhosa e profunda a Tua Palavra, e quanto sofremos ou deixamos de usufruir bênçãos, quando negligenciamos o seu ensino. Obrigada por me revelar a riqueza de Lhe conhecer e poder ouvir a Tua voz através da Tua Palavra. Como é bom perceber que na medida que minha intimidade contigo tem crescido, cada vez mais o fim das coisas tem sido poderoso!!  Quero cada dia poder experimentar mais da Tua presença e poder realizar todas as coisas debaixo da Tua graça e direção. Dá-me paciência para esperar o resultado no tempo certo, e não me deixar levar pelo orgulho de me achar capaz e auto-suficiente. Oro em nome do meu Senhor Jesus, amém!!

domingo, 17 de agosto de 2014

No corpo santo, todos os membros são santos - David San Martin

No corpo santo, todos os membros são santos

h1. quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Texto: Romanos 6: 13 - nem ofereçais cada um os membros do seu corpo ao pecado, como instrumentos de iniqüidade; mas oferecei-vos a Deus, como ressurretos dentre os mortos, e os vossos membros, a Deus, como instrumentos de justiça.

Observação: A santidade é um dos atributos(característica exclusiva) de Deus. Atributos estes que ele transferiu a nós ao nascermos com Cristo. Paulo nos encoraja a trilhar este caminho de Santidade, consagrando o nosso corpo ao Senhor, e todos os nossos membros. E não oferece-los ao pecado.

Prática: O SENHOR me deu uma nova vida, e nessa vida não cabe mais o pecado. Obviamente, o diabo age, e a carne me envolve tentando me fazer pecar. Mas o meu corpo com todos os seus membros, não são mais meus, é do Senhor. Ao invés de oferecer o meu corpo ao pecado, devo consagrar a Deus. Pés, mãos e braço, perna, olhos, ouvidos, boca, nariz, cabeça, dedos, e até os íntimos... Todos os membros do meu corpo devem ser consagrados ao Senhor e não ao pecado.

Oração: Pai dá me graça para viver em santidade, livra me senhor de cair em tentação. Que todos os membros do meu corpo sejam consagrados ao Senhor neste dia. Que o pecado jamais possa me dominar, pois vivo pela tua graça e não pela lei. Amém

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

A fé correta, gera obediência! - David San Martín

A fé correta, gera obediência!

h1. sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Texto: Romanos 1:5 - Por meio dele e por causa do seu nome, recebemos graça e apostolado para chamar dentre todas as nações um povo para a obediência que vem pela fé.!?

Observação: A minha observação está na parte do verso que diz, que fomos chamados de todas as nações para obediência que vem pela fé. Ou seja a fonte da nossa obediência é a nossa fé. Obedecemos porque temos fé, mas nos tornamos desobedientes quando temos a fé errada.

Pratica: A minha obediência a Deus depende daquilo que creio. No livro Galatas - libertos da lei cativos pela graça, do pr. Aluizio A Silva, ele diz que a nossas práticas estão relacionadas à teologia no qual cremos. A fé de que fui chamado para ser justo e andar em obediencia em Cristo, me capacita a viver em obediencia. De fato, em muitas áreas da minha vida eu não tenho dependido do Senhor, e isso é desobediencia. A desobediencia é o sintoma de um problema ainda maior, a fé errada. Preciso de revelação do Senhor, renovo no meu entendimento. Quero ter a fé certa, aquela que me faz obedecer ao Senhor vivendo na Sua graça.

Oração: Senhor, preciso que opere em meu interior a tua obra. Me dando a fé correta, aquela que me leva a te obedecer e a depender de Ti. Amem.

Conquistando a Mesma Mulher Todos os Dias. Marinho Soares, Pr

Texto: “Você conhece o ditado:“Beba da sua cisterna, e tire água do próprio poço”? É verdade. Atenção! Você pode chegar em casa um dia e encontrar seu barril vazio e seu poço poluído. A água da sua fonte é só sua, não para circular entre estranhos. Abençoada seja a sua fonte de águas refrescantes! Alegre- se com a sua esposa e companheira desde jovem, que é amável como um anjo, linda como uma flor — nunca deixe de se deleitar em seu corpo. Nunca ache que o amor está garantido para sempre, mas conquiste a mesma mulher todos os dias. (A Mensagem - Pv. 5:15-20).

Obs. Hoje usarei como referencia o texto de Eugene Peterson na Mensagem. Gostei da maneira clara e simples como ele interpreta o assunto do relacionamento conjugal como um antídoto para a imoralidade sexual. Um dos livros que me chamaram a atenção, e que li, chama-se “A Batalha de Todo Homem”. Ele trata desta questão das tentações sexuais que os homens, mais do que as mulheres, sofrem sempre, com raras excessões. Cada vez mais minha convicção aumenta de que a cura está em viver cada dia mais cheio do Espírito Santo e manifestando a glória de Deus. Isto é VIVER A VIDA DE DEUS. Outra coisa prática é desenvolver, aperfeiçoar o seu amor por sua esposa. Como diz o texto: o amor não está garantido para sempre, conquiste a mesma mulher todos os dias.

Prática:  Lutei por vários anos com a imoralidade sexual em minha juventude e até depois do casamento. Fui encorajado a aplicar a simples prática da inteira santificação: viver cheio e transbordando do Espírito Santo diariamente. Isto me sustenta até hoje! Procuro diariamente experimentar e manifestar a vida de Deus. Mas, também entendi que uma das melhores formas de viver prazerosamente esta área, era amando e aperfeiçoando o meu amor pela minha esposa. Além de ser um principio de obediência à Palavra, (Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou- se por ela - Ef 5:25), o que já me dava mais uma vantagem para a inteira santificação, é algo poderoso para “energisar” o relacionamento conjugal. Minha esposa fica feliz, alegre, segura e realizada. E eu? Coberto, amado, renovado e livre de qualquer possibilidade das tentações ganharem espaço.

Oração. Senhor, sofri com a batalha de todo homem por anos, mas agradeço por que me ajudou a vencer esta batalha. Obrigado por minha esposa. Pelo casamento rico e abençoador que me deu. Que eu possa celebrar e manter acesa a chama do amor conjugal todos os dias, em nome de Jesus. Amém.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

O conhecimento da liberdade em Cristo, pode matar outros. - David San Martin


Texto: 1 Corintios 7:9-11 - Mas tenham cuidado para que essa liberdade de vocês não faça com que os fracos na fé caiam em pecado. Porque, se uma pessoa que tem a consciência fraca neste assunto vir você, que tem “conhecimento”, comendo alimentos no templo de um ídolo, será que essa pessoa não vai querer também comer alimentos oferecidos aos ídolos? Assim este cristão fraco, este seu irmão por quem Cristo morreu, vai se perder por causa do “conhecimento” que você tem.*

Observação: Muitos de nós em nosso entendimento temos várias praticas as quais estritamente não há maldade muito menos pecado. Alguns irmaos da igreja de Corinto, tinham como hábito comer comidas sacrificada aos idolos. Paulo ao orientar os irmaos com relação a esse hábito, ele não é legalista, pelo contrário ele prega a liberdade em Cristo dizendo que o Reino de Deus não é uma questão de comida ou de bebida, mas de viver corretamente, em paz e com a alegria que o Espírito Santo dá. Mas ele ainda sim traz o outro lado da moeda. O conhecimento de que esse hábito não interferia na relação dos irmaos com o Senhor, poderia trazer escândalo aos irmaos mais fracos na fé levando eles ao pecado.

Prática: Resumindo, o meu conhecimento pode levar os irmaos que não tem conhecimento a pecar. Louvo a Deus por que nestes últimos anos que tenho experimentado o privilégio de liderar, essa revelação tem se consolidado em meu coração. Há coisas que mesmo eu sabendo que não vão interferir no meu relacionamento com Deus, mesmo sabendo que não existe base biblica que me proiba delas, tenho que pensar se vale a pena ou não adota-las para mim. Coisas como: uso de bebida alcoólica, escutar músicas seculares com letra poética, fazer apologia de filmes "biblicos" hereges, jogar certo tipos de jogos eletronicos, uso de brincos e piercing, uso de tatuagens, determinados tipos de empregos, e tantas outras coisas. São coisas que mesmo sendo licitas para mim, não me convem. Pois não devo pensar apenas em mim, mas sim se o que eu faço pode levar meu irmão mais frágil a pecar.

Oração: Senhor Jesus, foi para liberdade que o Senhor me chamou. E por isso te peco, que esse conhecimento não me leve a praticar coisas que apesar de inofensivas pode ser fonte de pecado para os meus irmaos. Derrame dessa revelação não somente sobre mim, mas sobre a tua igreja. Amem.

A realidade das tentações. - David San Martin

A realidade das tentações.
Texto: 2 Corintios 10:12-13(NVI) Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia! Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar.

1 Corintios 10:12(BV) Portanto, tenham cuidado. Se você está pensando: "Eu nunca faria uma coisa dessas" que isso lhe sirva de advertência. Porque você também pode cair em pecado.

Observação: Neste texto, Paulo cita os pecados que os israelitas cometeram no deserto como um exemplo para os irmãos da igreja de Corinto. Ele diz que essas práticas foram escritas nas escrituras, para advertir a cada um deles e também de nós contra elas. Idolatria, rebeldia, imoralidade sexual, murmuração, tentar a Deus eram uma das práticas. Paulo porém, faz uma advertência para aqueles irmãos que julgam que jamais cairão em um desses pecados. Ele disse que todas essas coisas servem como advertência, e que todos nós podemos sim cair em pecado e por isso precisamos estar atentos. Porém ele também disse que, as tentações às quais passamos são comuns, que podemos suportar todas elas, pois o nosso Deus é justo, jamais nos permitiria passar por alguma tentação que nós não fossemos capaz de suportar, por isso ele nos deu o seu Espírito, para nos lembrar de tudo aquilo que ele nos disse na sua palavra. E também nos ensinou a orar: não nos deixe cair em tentação mas nos livra do mal. E ele é poderoso para nos dar a provisão diante de todas as tentações que passamos.

Prática: Por incrível que pareça, todas as vezes que cai em algum pecado, foi justamente o momento que eu pensei que jamais poderia cair naquele determinado pecado. Pensar que todos podem cair menos eu, manifesta a arrogância que há dentro de mim, o orgulho que me promove. Ou seja, porque todos cai e menos eu? Porque eles são fracos, evidentemente essa é a lógica. Deus me guarde de pensar assim, preciso me atentar a esta advertência que Deus me deixou na sua palavra, devo me lembrar que sou homem e posso cair em tentação sim se não vigiar. Mas como estou em Cristo devo me lembrar também, que
diante de qualquer tentação que eu passar não estarei sozinho. O Senhor Jesus estará comigo, me dando o escape necessário, pois ele jamais permitirá que eu passe alguma tentação que eu não possa suportar.

Oração: Senhor diante de ti Deus reconheço a minha fragilidade como homem. Enquanto estiver neste corpo mortal estarei sujeito a pecados e tentações. Livra me primeiramente da arrogância que me faz pensar o contrário disso. Oro como Jesus me ensinou: não me deixe cair em tentação mas livra me do mal porque teu é o Reino, o poder e a glória para
sempre. Amém.

No Senhor, não existe trabalho sem fruto. David San Martin

No Senhor, não existe trabalho sem fruto.

h1. quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Texto: 1 Corintios 15:58 - Portanto, meus amados irmãos, mantenham-se firmes, e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil.

Observação: Não há nada que mais nos motiva ao trabalho, do que saber o fruto do nosso trabalho no futuro. Manter-se firme, inabalavel, dedicado a obra do Senhor é atitude de quem sabe o fruto do seu trabalho.

Prática: Quantas vezes no ministério, eu perdi a firmeza, me abalei e perdi a dedicação á obra do Senhor. De fato, pouco sabia, ou pouco me atentava para o fruto daquele trabalho que realizava no Senhor. A cada dia quero que essa compreensão esteja clara em meu coração, de que no SENHOR não existe trabalho sem fruto.

Oração: Senhor, como é bom saber que em ti, nada que eu faça é em vão. Peço que enrraizes essa revelação no meu espírito, para que nos momentos em que ela for posta a prova pelas adversidades eu não venha perder a firmeza e a dedicação, e assim me abater. Amém.

No corpo eficaz há unidade. - David San Martin

No corpo eficaz há unidade.

h1. quarta-feira, 6 de agosto de 2014

1 Corintios 12:14,15 - O corpo não é composto de um só membro, mas de muitos. Se o pé disser: "Porque não sou mão, não pertenço ao corpo", nem por isso deixa de fazer parte do corpo.

Observação: A Ilustração mais eficaz feita por Paulo sobre a igreja é o fato de sermos corpo. Fiquei pensando que membro do meu corpo eu viveria bem sem ele? Sinceramente, não tive coragem de escolher um deles, todos são indispensáveis, tem suas funções específicas, não abriria mão de nenhum. Da mesma forma é Jesus, ele não abre mão de nenhum membro de seu corpo, quero todos juntos, desempenhando o papel cabível a cada um. Precisamos atentar, de que podemos trazer doenças ao corpo de Cristo, quando agimos com insubmissão, isolamento, depreciação, independência, contenda e porfia. Tá na hora dos membros da igreja de Cristo parar de pensar em si só, e pensar como um corpo, como o corpo de Cristo, firmando-os em unidade, superando as diferenças, entendendo a importância e o propósito de cada um do outros membros.

Prática: Senhor quantas vezes tenho pensado apenas em mim, não tenho olhado para tua igreja como um corpo. Quantas vezes não tenho enxergado a importância dos demais membros. Quantas vezes não tem um sentido a dor dos outros membros, a falta dos outros membros, preciso enxergar o Senhor em cada membro do teu corpo entendendo o que eles fazem parte de ti, e assim eu possa crescer e caminhar em unidade com a tua igreja.

Oração: Pai me e nos ajuda para que sejamos um como igreja. E que assim as pessoas do mundo possa te ver em nós, e crer que de fato Jesus é o Senhor. Amem.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Castigando o Corpo para a Conquista - David San Martin

Texto: 1 Corintios 9:27 (NVI) Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado. 
1Corintios 9:27 (VIVA) - Eu castigo meu corpo como um atleta faz tratando-o com dureza, treinando-o para fazer o que deve, e não aquilo que ele deseja. De outro modo, eu temo que, depois de ter inscrito os outros para a corrida, eu mesmo seja considerado incapaz, e me mandem ficar de lado.

Observação: A disciplina utilidada pelo atleta, é colocada por Paulo, como um padrão a ser seguido. Acho interessante o texto na NVI, mas na Biblia Viva me chama atenção o trecho "Eu castigo meu corpo como um atleta faz tratando-o com dureza, treinando-o para fazer o que deve, e não aquilo que ele deseja". 3 coisas que me chama a atenção: 1 - Castigar o corpo: Geralmente adotamos um atitude protetiva com o nosso corpo, limitando a nossa disposição em buscar o Senhor e realizar a sua obra. Nos rendemos ao sono, cansaço, fome, stress, momento emocional, lazeres, tudo em prol do corpo. Porém a disciplina cristã exigirá castigar o nosso corpo nas suas manias e preferencias. 2 Treinando: Treinamento exige disposição, empenho, perseverança, exercício, e repetição das atividades. Disciplina espiritual não é mágica, é fruto de um coração disposto e perseverante, é resultado do treinamento. 3 - para fazer o que deve, e não aquilo que ele deseja: O treinamento dos exercícios espirituais nos habilita a cumprir o propósito de Deus e a realizar a sua vontade, que aquilo que deve ser feito. Obviamente, não é isso que o corpo quer, pois ele visa sempre o seu bem estar e conforto limitando a nossa renuncia ao cumprir o propósito de Deus.

Prática: A preocupação de Paulo é a minha também. Deus me livre de mesmo após ter sido canal de Deus inserindo pessoas neste ministério, eu ser impedido de ministrar por não viver aquilo que prego. Não quero ser sujeito ao meu corpo, fazendo aquilo que ele quer, aquilo que me trás conforto. Quero experimentar o melhor de Deus castigando o meu corpo. Orar quando o corpo quer dormir, jejuar quando o corpo quer comer, devocionar quando o corpo quer os entretenimentos e cuidados dessa vida, visitar e discipular quando o corpo quer descanso, conforto. Que eu possa me dispor ao treinamento todos os dias, para que o meu corpo seja usado para cumprir o propósito de Deus, fazendo o que tem que fazer, e não o que ele quer fazer.

Oração: Senhor me de a motivação correta! Os atletas se disciplinam pois tem a motivação da conquista. Me de essa motivação de conquista pelo Teu Reino. Que o meu corpo não me governe, mas que ele esteja submisso a Ti e a Tua vontade. Que pregando a muitos eu possa ser classificado como obreiro aprovado. Amem.

sábado, 2 de agosto de 2014

SABEDORIA? PODE GRITAR POR ELA! Marinho Soares, Pr

Texto: Meu filho… se der ouvidos à sabedoria e inclinar o coração para o discernimento; se clamar por entendimento e por discernimento gritar bem alto; se procurar a sabedoria como se procura a prata e buscá- la como quem busca um tesouro escondido, então você entenderá o que é temer o Senhor e achará o conhecimento de Deus. Pv.2:2-5

Obs. Por dezoito vezes aparece a palavra Sabedoria, Entendimento, Discernimento, Conhecimento, Mandamento, Sensatez e Bom senso, neste capítulo. É bastante repetição do mesmo conceito. Sabedoria e discernimento são os valores centrais. Pelo texto, é a vivência delas que produzirão vida ou morte. Prosperidade ou ruína. Sabedoria: habilidade na guerra, habilidade em administração, perspicácia, prudência, ética. Discernimento: compreensão, inteligência, capacidade de entendimento, percepção, conhecimento. Que coisa poderosa. Se clamarmos e gritarmos por estas coisas, se procurarmos como quem procura a prata ou tesouro escondido, elas virão, e trarão consigo prosperidade e bênçãos.

Prát. Já procurei muitas coisas. Já busquei em várias fontes. Mas a verdadeira sabedoria e discernimento somente encontrei em Deus, no Seu filho Jesus e no Espírito Santo. Hoje desfruto desta benção, vivendo em maturidade e discernimento. Hoje vivo como diz o verso 21 “os justos habitarão na terra, e os íntegros nela permanecerão”. Quero, desejo, ambiciono, sou obcecado pela sabedoria e discernimento!

Oração: Senhor, todo dom perfeito e sabedoria veem do trono de Tua graça. Por isto me conceda o favor de recebe-la sempre. Em nome de Jesus. Amém!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Pais e Filhos! Marinho Soares, Pr

Texto: "Ouça, meu filho, a instrução de seu pai e não despreze o ensino de sua mãe." Pv.1:8

Obs. Pais e mães estão se tornando artigo de luxo hoje em dia. Falo dos pais e mães consagrados aos seus filhos e dispostos a fazerem deles homens e mulheres firmes, dignos e bem sucedidos. Estão até mesmo destruindo a família (pai e mãe) e criando novos arranjos de todas as maneiras. Estamos em dificuldades. Mas, e a outra família? A dos irmãos em Cristo? Esta que foi gerada e feita pelo Senhor Jesus? Neste ambiente também estamos sofrendo do mesmo reflexo: a ausência de pais e mães espirituais. Está tudo meio desconexo. Não percebemos mais a importância de te-los. Discipulado tem se tornado desprezível ou manipulativo. Como confiar em pais espirituais? Se buscarmos encontraremos, se batermos a porta se abrirá. Eles existem! Vamos encontrá-los. 

Prática:  Sou uma pessoa “afortunada”. Tive, desde a adolescência, o privilégio de ter pais e mães espirituais. Homens e mulheres que me “adotaram” e investiram em minha vida. Sou o que sou pela graça de Deus e por estas pessoas especiais que foram enviadas para mim. Sempre aprendi com eles. Sempre aproveitei bem as oportunidades que me foram dadas. 

Oração: Senhor muito obrigado pelas pessoas que direta ou indiretamente me serviram de mentores. Aqueles que foram verdadeiros pais para minha vida. Me dê graça para continuar nutrindo estes relacionamentos e para reproduzir em inúmeros filhos jovens. Em nome de Jesus. Amém.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Zombadores de Deus - Marinho Soares, Pr

Texto: Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá. Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna. Gl. 6:7-8.


Obs. A lei da semeadura parece contrastar com a graça de Deus. Ela dá um tom de merecimento. A meritocracia parece ser exaltada. Ou seja, se planto colho, se não semeio não colho. Mas, se observarmos o outro lado da questão, percebemos que a lei da semeadura é uma expressão da graça de Deus. Nela a justiça é revelada. A justiça coloca todas as coisas no lugar. Carne gerando carne e Espírito gerando vida eterna. A pergunta é: o que significa semear na carne e no Espírito? Na carne é investir nas obras da carne. É exaltar e praticar a vontade própria, orgulho, egoísmo, inveja, imoralidade sexual e outras formas de manifestações carnais. E no Espírito? É semear as disciplinas espirituais. Oração, meditação, adoração, comunhão, generosidade, discipulado; tornam-se a prática cotidiana do discípulo de Jesus.


Prática: Tenho me esforçado para semear no Espírito. Para plantar no reino de Deus. Percebo que quanto mais me aproximo Dele e me consagro, mais vida de Deus recebo. Estou semeando para a vida eterna. Quero ajuntar tesouros nos céus. Quero viver no Espírito, quero me quebrantar e subjugar minha carne. Vida de Deus é o que mais desejo. Vida no Espírito é o que mais anelo. Não quero ser um zombador de Deus: aparência de vida, quando pratico as obras da carne. 


Oração: Senhor, quero me derramar. Me esvaziar de mim mesmo e me encher de Tua glória. Livra-me de ser um zombador! Ajuda-me a semear no Espírito, em nome de Jesus. Amém!

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Da Imaturidade à Maturidade! Marinho Soares, Pr

Texto: Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. Gl.5:1

Obs. Viver em liberdade sem ninguém para nos guiar ou “policiar” é um dos maiores desafios de um cristão. A palavra chama isto de maturidade, homem perfeito, pessoa inteira. É uma posição que os gálatas ainda não tinham alcançado. É a posição que a maioria de nós desejamos, mais ainda não alcançamos. O discipulado, acompanhamento sério e consistente para nossas vidas, auxiliam em conquistar esta posição. Por isso, o discipulado não pode ser manipulativo e super protetor. Ele deve prover proteção, mas acima de tudo crescimento para a pessoa chegar à maturidade. Uma vez que chegou à maturidade, uma das escolhas dela será continuar sendo discipulada/mentoriada como forma de proteção e de crescimento continuo.

Prática: Tive muita dificuldade em me firmar na fé. A imaturidade me acompanhou por muitos anos. Não sabia como resolver isto e não tinha pessoas maduras ao meu redor para me instruírem. Vivi por anos debaixo do medo, culpa e condenação. Errava ignorantemente e sofria as conseqüências dos mesmos erros. Hoje, pela misericórdia e graça de Deus, tenho amadurecido. Como é bom viver na liberdade da escravidão de jugos e pesos sobre humanos que me eram colocados. Contudo, meu coração é enganoso e pode facilmente se perder. O que faço? Submeto-me diariamente a Deus e resisto ao diabo através de orações e devocionais. Semanalmente submeto-me a um grupo de cuidado/discipulado mútuo (pastoreio de pastores), mensalmente a  mentoria ministerial e regularmente à mentoria pessoal/familiar/conjugal. Como é bom fazer escolhas, inclusive a de me submeter a Deus e às pessoas maduras que Ele colocou para andar com elas.

Oração: Senhor, quero dançar e celebrar na Tua presença por tantas bênçãos e graças que me tem dado. Hoje, especialmente por ter me amadurecido e me levado a viver livre. Em nome de Jesus. Amém.

domingo, 20 de julho de 2014

Quando Falar a Verdade Faz Inimigos! Marinho Soares, Pr.

Texto: Gálatas 4:16-17
Tornei- me inimigo de vocês por lhes dizer a verdade? Os que fazem tanto esforço para agradá- los não agem bem, mas querem isolá- los a fim de que vocês também mostrem zelo por eles.

Obs. É incrível como as pessoas confundem a amizade na hora da verdade. Paulo havia gerado estes irmãos e igreja na galácia. Ele tinha-os gerado com "dores" de parto. Estava novamente sofrendo as mesmas dores, pois não haviam amadurecido e voltavam ás práticas antigas da lei. 
Ao falar com clareza a revelação da graça de Deus em Jesus, que não precisavam viver debaixo dos rudimentos das tradições, costumes e interpretações, eles ficam zangados. Esta Ira leva-os a rejeitarem e resistirem a Paulo. Uma das piores coisas para um pai é a rejeição e ingratidão, principalmente quando fala a verdade. Paulo sentiu isto mas não se abateu e falou a verdade. 

Prát.  Sofri e sofro este mesmo tipo de dor de vez em quando. Ensino a palavra, revelo a verdade e várias vezes sou incompreendido e resistido. Esta dor se torna maior quando, além de ensinar, desenvolvo relacionamento integro, amigável e generoso. Tenho consciência de que não sou "amiguinho" dos discípulos de Cristo que caminham comigo. Sou líder pastoral e amigo. Ou seja, ministro graça e verdade, sempre procurando manter esta ordem: graça e verdade! Prefiro, como diz o senso comum, falar a verdade a manter um relacionamento hipócrita e conveniente. 

Oração: Senhor que desafio em meio a tantas dores, feridas e desconfianças, vivermos relacionamentos verdadeiros e graciosos. Me ajude a perdoar antes de me ofender. A não desistir de ser servo da verdade a despeito da rejeição e resistência, em nome de Jesus. Amém. 

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Quero Ser Como Criança? Marinho Soares, Pr

Texto: Assim, a Lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Agora, porém, tendo chegado a fé, já não estamos mais sob o controle do tutor. Gl. 3:24-25

Obs. Maravilha o entendimento da Palavra que o Senhor nos traz a cada dia. Hoje relembrando que a Lei foi como um tutor (aio na ERA). "A Lei era como aqueles tutores gregos, bem conhecidos de vocês, que conduzem as crianças à escola e as protegem de perigos ou distrações, certificando- se de que chegarão aonde devem ir" (A Mensagem - Eugene Peterson). Hoje vivemos um novo tempo, uma nova era debaixo da justificação do sangue de Jesus. Somos feito filhos de Deus e vivemos conduzidos pelas mãos da graça de Deus. Muitos ainda vivem debaixo de tutores (lei) precisam ser conduzidos pelas mãos como crianças qua não conseguem nem atravessar uma rua sozinhos. Há grupos de igrejas que vivem assim. Nós porém queremos viver como livres e maduros em Cristo, como verdadeiros homens de Deus.

Prática: Minha infância foi vivida numa igreja legalista e que conduzia-nos como crianças. Tínhamos regras para tudo. O que fazer, o que vestir, onde ir, o que falar, etc. Era bem complicado, pois a cada dia tínhamos novas regras sendo acrescentadas. Foi difícil para mim amadurecer e viver como um verdadeiro filho da liberdade em Deus. Até hoje luto com os resquícios desse legalismo que ficou impregnado dentro de mim. Pior do que uma prática errada é uma crença errada. Luto para viver em liberdade, sem cair num libertinismo. Luto para viver na graça, sem cair num relaxamento e descompromisso.

Oração: Senhor, mais uma vez declaro que preciso de Ti para me firmar nesta nova identidade em Cristo. Amadurecido e não vivendo mais como criança. Me ajude em nome de Jesus. amém.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Quando eu me Deixo Levar! Marinho Soares, Pr

Texto: “Os demais judeus também se uniram a ele nessa hipocrisia, de modo que até Barnabé se deixou levar.” Gálatas 2: 13

Obs. É muito bom quando encontramos homens que admiramos cometendo alguma falha e se mostrando necessariamente humanos. Tenho em altíssima estima Barnabé. Ele é para mim o maior discipulador do novo testamento depois de Jesus. Discipulou Paulo, João Marcos e encorajou a muitos. Homem fiel, cheio do Espírito Santo e fé. Seu nome significa ENCORAJADOR. Mas o que encontramos em Gálatas 2? Ele entrando no mesmo espírito judaizante de Pedro e dos demais hipócritas da época. Barnabé se deixou levar. Isto me fascina, pois o evangelho não tem a pretensão de cobrir as fraquezas dos grandes líderes, mas sim de revelar, que mesmo com suas fraquezas, foram grandes homens usados por Deus.

Prática: Sei que o discurso acima pode parecer uma licença para pecar ou viver claudicando o tempo todo. Não é isto! É somente uma constatação de que aquele que vive debaixo da graça, pode, de vez em quando errar, mudar de opinião e até mesmo se deixar levar por uma doutrina de conveniência em determinado momento. Vejo isto em Davi, Abraão e outros líderes na Bíblia. São exemplos de pessoas que superaram suas próprias limitações e avançaram apesar das dificuldades e inconsistências. Eu luto para não cair nestes erros, mas mesmo que venha acontecer, quero ter o espírito de reconhecer, me arrepender e voltar a firmeza da verdade de Deus!

Oração: Senhor cada dia mais me aqueço vivendo debaixo da tua graça. Tuas asas me dão proteção e posso subir acima das nuvens onde o sol nunca deixou de brilhar. Apesar de mim, o Senhor tem feitos grandes coisas. Obrigado Pai por me amar e me aceitar de maneira incondicional. Me auxilie a viver em santidade, ainda que às vezes eu me deixe levar. Em nome de Jesus. Amém.